A artesã brasileira Clarice Paterson Simões Freitas, 36 anos, nasceu em Vitória da Conquista no estado da Bahia e mora há quase 14 anos na província de Como, na região da Lombardia, Itália.

Visitar seu atelier é um encontro garantido com a Minnie, os super heróis, a Branca de Neve, os sete anões, a princesa Tiana, o sapo, a Bela, a Fera e muitos outros personagens que encantam crianças e adultos.

Clarice leva a arte de fazer personagens de biscuit como profissão há 2 anos e também trabalha há 10 anos com controle de qualidade de roupas e acessórios. Ela nos contou que está em fase de transição para se dedicar somente ao artesanato, e que tudo começou sem pretensão.

Como você entrou para o mundo do artesanato?

O artesanato entrou na minha vida depois que eu tive o meu primeiro filho. Quando decidi vir trabalhar na Itália, eu coloquei tudo em uma caixinha e abandonei, porque achava que não tinha mais tempo nem espaço para isso na vida em um país de primeiro mundo.

Cinco anos atrás, durante a minha segunda gravidez, voltou a vontade de bordar em ponto cruz. E logo depois fiz a grande descoberta do cake design. Me apaixonei! Por dois anos fiz todos os bolos da família e alguns foram vendidos. Porém minhas condições financeiras e um bebê ainda pequeno não me permitiam investir no melhoramento e no estudo da confeitaria.

O que te motivou a empreender com o artesanato e de onde surgiu a paixão pelo biscuit?

No início, quando tinha desistido do cake design, o fato de perder todo o investimento em cursos e material me incomodava muito. Queria encontrar outra utilidade para tudo aquilo e a alternativa que encontrei foi substituir a pasta americana com a massa de biscuit. Muitos anos atrás eu cheguei a fazer um pote em biscuit, mas naquele momento a minha paixão era o ponto cruz.

Minha verdadeira paixão nasceu da necessidade de dar utilidade às minhas ferramentas do cake design. A partir daquele momento pensei que se conseguisse vender alguma coisa, seria uma entrada a mais que seria muito bem vinda. Mas a única maneira de ser levada a sério, seria me preparar e me propor da melhor maneira possível e em 2015 nasceu a Clarice Paterson.

Quais características você considera essenciais para considerar o resultado final como um bom trabalho?

Difícil falar de “bom” trabalho”! Eu sou sempre muito crítica com minhas peças e cada vez que termino uma, memorizo tudo o que eu poderia ter feito melhor.  Essencial é ter uma ótima matéria prima! Eu tenho uma amiga que é a primeira brasileira a produzir a massa de biscuit na Itália e se não fosse por ela, eu não estaria fazendo o que faço. Creio que esse “bom trabalho” seja um conjunto de coisas. A embalagem, um bilhetinho, instruções, um mimo… Mais que vender um produto, é importante vender uma experiência! Porque de produtos as lojas estão cheias!

Como faz para gerenciar todas as encomendas e atividades diárias?

Ainda estou em fase de organização. Não é fácil conciliar todas as coisas, mas devagar estou procurando manter uma rotina. Tenho cadernos onde procuro anotar todas as informações de cada encomenda. Um quadro com Post-it onde procuro, através de um método aprendido nas várias palestras para artesãos, a ter o controle das encomendas que devo fazer, as que estou fazendo e as já feitas. No mais, dedico alguns momentos do dia para divulgar fotos no Facebook e Instagram, e a responder orçamentos e dúvidas de clientes e interessados.

Você pretende abrir cursos de artesanato em biscuit para iniciantes?

Recebo muitos pedidos para cursos, então estou me organizando para começar a ensinar no próximo ano.
Serão cursos de introdução ao biscuit.

Que dica daria para quem pretende viver do artesanato?

Estudo! Pode parecer estranho, mas todo setor requer estudo! O artesanato mudou, cresceu e hoje quem quer viver disso precisa se preparar para oferecer um bom produto, mas principalmente a oferecer um bom atendimento em todas as fases da venda. Quanto mais profissional somos, mais transmitimos credibilidade.
O cliente que compra artesanato deseja algo único. E aprecia particularmente todos os detalhes. Pelo menos essa tem sido a minha experiência.

Acompanhe o trabalho da Clarice Paterson na internet e redes sociais:

www.facebook.com/CreazioniClaricePaterson

claricepaterson.blogspot

instagram.com/claricepaterson

Desejamos sucesso e criatividade nessa arte que nos encanta muito!

Conte você também sua história e inspire outras mulheres mundo afora!