Uma das primeiras coisas que eu escutei quando eu me mudei para Copenhague foi, você precisa comprar uma bicicleta, eu pensei poxa será que eu tô tão gorda que já estão me mandando fazer exercício? (risos). Mas o caso não era esse na verdade.
A bicicleta é o principal meio de transporte da Dinamarca.

E o governo inclusive te incentiva a andar de bicicleta de todas as formas possíveis, como por exemplo te garantindo segurança: existem ciclovias e estacionamento para bicicletas espalhadas pelo país inteiro, sinais de trânsito específicos para as bicicletas combinados com o sinal dos carros. Também existem os sinais que você tem que aprender a dar quando estiver andando de bicicleta na Dinamarca, como por exemplo dar sinal que você vai parar, virar a direita e assim por diante.

Andar de bike é sensacional!

A sensação de liberdade que dá ao sair pelas rua pedalando, é uma delícia, queima calorias, te dá um tempo para pensar na vida, ouvir uma boa música (não muito alta já que você tem que prestar atenção no trânsito) ou um audiolivro. Muitas vezes é mesmo super prático, pois você não precisa ficar se estressando para encontrar um estacionamento, colocar gasolina ou pagar qualquer coisa a mais. O incentivo à bike é tanto, que ao comprar um carro zero aqui, você tem que pagar um imposto de 280% do valor do carro. Sim meu amigo, você praticamente tem que pagar três carros!!!

O fator saúde é a melhor parte quando se fala em andar de bicicleta. Nossa eu sinto uma diferença gritante de quando vou ao trabalho de bike ou de carro. Quando vou de bike, muitas vezes nem tomo café quando chego, pois estou super acordada e bem disposta, já como o carro já saio correndo para pegar uma xícara.

Um país que respira bicicletas também tem que se adaptar, já que vamos ao trabalho de bike onde vou colocar o meu computador, e como vou deixar as crianças na escola de bicicleta? Tudo isso já foi adaptado. As bikes da Cristiania, por exemplo, que tem tipo um carrinho na frente onde as crianças vão sentadas, a maioria das bikes tem também cestinhas e um suporte atrás para carregar coisas de escritório.

O clima e o fato do país não ter quase ladeiras também ajuda muito, mas devo acrescentar que muitas firmas oferecem facilidades para tomar um banho antes do trabalho. Um amigo meu, por exemplo, faz da ida ao trabalho um treino. Ele vai todo dia de bike 26 km na ida e na volta. Na verdade ele começou a fazer isso para ganhar tempo, economizar  e poder ficar mais com a esposa. Porém, ouvi a  minha amiga (mulher dele)  reclamando outro dia, que ele não tinha mais tempo para nada, só para a bicicleta, que ganhou o apelido de amante. (risos)
Então se vocês está pensando em visitar Copenhague, eu só posso te recomendar um passeio de bike, que é sem dúvida a maneira mais legal de se ver a cidade, assim como dar aquela pinta de local. Aqui no site oficial de Copenhague tem várias dicas de onde você pode alugar uma bike. www.visitcopenhagen.com.
Beijão e boa viagem

Ana Elisa Audun


Quem é Ana:

“Oi, prazer eu sou a Ana, manauara de coração e campinense de nascimento, estou morando na Dinamarca desde 2007.” Ana escreve no seu blog de viagens planningmytravels.com, dando dicas preciosas da Dinamarca.

 Impressões de Copenhage – Fotos: Ana Elisa Audun & Claudia Bömmels