Cristina Rosa e sua charmosa “magrela”
Cristina Souza da Rosa é natural de Porto Alegre, formada em História no Brasil, com doutorado em História e pesquisadora de cinema no Centro Film-História da Universidade de Barcelona. Define-se como gaúcha de nascimento, catarinense de criação, carioca de coração e barcelonesa por opção. Cristina mora desde 2009 na Espanha com o marido e trabalha como guia de turismo em Barcelona. A seguir, ela fala sobre a sua bicicleta e pedalar na cidade.
 “Quando eu cheguei a Barcelona, em 2009, meu marido me deu um cartão do Bicing, um serviço para se alugar bicicletas e me disse que locomover-se em Barcelona de bicicleta era ótimo, mais rápido e econômico. Eu levei a recomendação a sério e fiz da bicicleta meu meio de transporte principal na cidade.

Depois de um ano vivendo aqui, ganhei uma bicicleta usada de um amigo que voltava para o Brasil. A bici do amigo foi roubada, e hoje pedalo com uma nova. Meu modelo preferido é a de passeio, tipo holandesa, pois é elegante e perfeita para andar nas ruas de Barcelona. A bicicleta para mim é muito mais que um meio de transporte, pois também uso no meu trabalho. Eu sou guia de turismo e neste verão comecei a oferecer tours por Barcelona de bicicleta para brasileiros.

Agora a magrela também é minha companheira de trabalho e nem penso em deixá-la em casa, faça sol, chuva, frio ou calor. Vou com ela para todos os lugares. Já fui reconhecida na rua por uma leitora do meu blog por causa dela, pois é cheia de flores. Também já houve turista pedindo para tirar fotos com ela. Cada dia o meu amor pelas magrelas aumenta e me sinto superbem quando estou pedalando.

Andar de bicicleta em Barcelona não é difícil, existe uma boa infraestrutura de ciclovias, e a cidade é bem plana. O importante é respeitar as regras de trânsito, não pedalar nas calçadas e respeitar os pedestres. De olho em tudo isso, o resto é só alegria.” 

Desvirtualizando: Cristina e eu em Barcelona
Acompanhe Cristina nas redes sociais: